Archive for maio \27\UTC 2010

h1

Ozzy Osbourne no Madame Tussauds

27/05/2010

Acho Ozzy Osbourne O CARA!

Me divirto ao olhar pra ele e lembrar dos episódios aleatórios que assistir de “The Osbournes“! É uma lenda do rock ‘n roll e um fi-gu-ra!

Bem a cara dele fazer esse tipo de ação! Foi enganar a galera no Madame Tussauds Museum de Nova York! Tudo isso para promover seu novo álbum, “Scream”, que será lançado no final de junho.

Gênio or not? Eu sou fã de carteirinha!

Ah, só para registrar: o nome da rede wi-fi da minha casa é OZZY. Escolha da MINHA MÃE. Chique, hein.

h1

Iron Baby

27/05/2010

via Carlos Merigo no Brainstorm9:

O francês Patrick Boivin, animador por trás de hits do YouTube como “Iron Man vs. Bruce Lee” e “Unboxing Ninja“, publicou hoje seu novo vídeo.

Ele colocou sua própria filha para se transformar em Iron Baby. Sim, e ele faz isso de brincadeira, nas horas vagas

h1

Encerrando Ciclos

26/05/2010

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final…
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu….
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora…
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração… e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do “momento ideal“.
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa – nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..
E lembra-te:
Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão.

– Fernando Pessoa

Tudo o que eu precisava ouvir hoje!

É o alívio e o conforto de chegar em casa depois de um dia PUNK, tirar o sapato e se jogar num sofá macio, mesmo que no dia seguinte tudo vá recomeçar da mesma forma.

As coisas PRECISAM mudar.

Obrigada pelo texto, Ana :) Fez a diferença!

h1

Shantaram

24/05/2010

Desde 2006, nunca li nada igual a esse trecho do livro Shantaram.

É meu livro preferido, meu trecho preferido e palavras que continuam fazendo sentido, mesmo com 4 anos passados.

É uma história real sobre um australiano que foi viver na Índia! Uma linguagem não muito fácil de ler e, às vezes, acho que só conseguimos entender a história do livro se tentarmos sentir tudo o que se passa com Lindsay.

“As lendas dizem que o ser amado é imediatamente reconhecido porque é amado em cada gesto, de expressão e de pensamento, cada movimento, som e estado de espírito que transparecem em seu olhar. Dizem as lendas que conhecemos essa pessoa por suas asas – que só nós podemos ver – e porque o fato de a querermos elimina qualquer outro desejo de amor. As mesmas lendas alertam que tal amor predestinado pode, às vezes, significar a posessão e obsessão de uma, e apenas uma, das duas almas presas pelo destino. Mas a sabedoria, de certo modo, é o oposto do amor. O amor sobrevive em nós justamente porque não é sábio.”

h1

Charles Chaplin

19/05/2010

Resultado de uma reunião entre 4 amigas na padaria comendo porcaria, falando besteiras entre lamentações, planejando viagens malucas, listando suas próprias qualidades e perguntando o por que de tantas coisas ainda darem errado!

São 4 amigas de personalidades fortes (e diferentes) e que merecem o mundo. São as 4 que, todos os dias, se sustentam umas nas outras para darem risadas de coisas que, normalmente (e solitariamente) não teriam a mínima graça.

Lá vai:

Chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoismo. Para qualquer escolha se segue alguma consequência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez, não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor, e os amigos ainda se contam nos dedos.
Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos.

– Charles Chaplin