h1

Séries Addict! (Parte II – IV)

09/08/2010

LEIA A PARTE I – IV

Continuação…

  • Jericho (significa: o nome de uma cidade americana do Kansas)

Fico até triste de escrever sobre Jericho :(

Foi uma das melhores séries que assisti desse gênero, mas foi cancelada no final da primeira temporada! Os fãs reclamaram tanto que a CBS, emissora que exibia a série, resolveu dar mais 7 episodiozinhos de cortesia.

Jericho foi intrigante, só não teve um final decente por causa desse favorzinho estúpido da CBS de cancelá-a. Triste.

Mas, resumindo, Jericho conta a história de uma cidade americana do Kansas que ficou isolada do resto do país depois de ter ‘recebido’ uma nuvem cinzenta, parecida com a de uma explosão nuclear, em seu território.

Os habitantes de Jericho, sem telefone, rádio, televisão ou qualquer outro meio de comunicação com o resto do mundo, ficam meses sem saber se são as únicas pessoas com vida, sofrem ataques externos e conflitos internos na cidade.

Com tanta confusão, a cidade fica mal administrada depois da morte do prefeito e correm o risco de serem submetidos a um novo tipo de governo, que possui até bandeira: a mesma dos Estados Unidos, porém, de cabeça para baixo.

Os mistérios e a ação da série e o modo como os habitantes tem que lidar com uma situação desconhecida são intrigantes. É realmente “brochante” ter que se contentar com uma temporada e meia de uma série que tinha tudo para ser sucesso total.

Que raiva da CBS! Mas mesmo assim… assistam! Jake Green é o cara!

  • The Fresh Prince of Bel-Air (significa: O ‘novo’ príncipe de Bel-Air – bairro nobre em Los Angeles, nos EUA -, mas ganhou uma tradução infame no Brasil para ‘Um maluco no pedaço’. Ok, né)

Essa série é antigona! Foi exibida de 1990 a 1996, mas suas reprises ainda são exibidas diariamente na Warner.

Sou MUITO fã do Will Smith e agradeço muito a essa série por ter lançado esse cara em Hollywood. O mais legal é que no seriado ele faz o papel do próprio Will Smith, um cara que nasceu e sempre morou num bairro pobre da Filadélfia e seu mudou para a casa dos tios em Bel-Air.

Will, com seu jeito ‘malanders’, jogador de basquete e todo cheio de marra, é totalmente o oposto dos primos mauricinhos (destaque para o Carlton e suas ÉPICAS dancinhas com a música ‘It’s Not Usual’ do Tom Jones)! A série trata de forma divertida questões raciais extremamente presentes na sociedade norte-americana (Obama ainda nem sonhava em ser presidente, minha gente) e também tem sacanas excelentes. Morro de rir! Recomendo muito!

Ah, é outra série que consigo assistir os episódios picados… coisa rara!

  • Lie To Me (significa: Minta pra mim. Simples, direto e objetivo. É isso aí)

Cal Lightman é o cara. Imagina você poder olhar para as pessoas em QUALQUER situação e saber se elas estão mentindo ou não? Saber fazer as perguntas certas para encontrar a verdade?

Viajei horrores assistindo a esse seriado! Me imaginei em diversas situações do meu passado podendo usufruir deste “poder”! Meus ex-namorados estariam ferrados, hehehehe!

Na maioria dos episódios da primeira temporada (a única que assisti inteira por enquanto), Cal trabalha com sua equipe (Gillian Foster, seu braço direito, Ria TorresEli Loker) na The Lightman Group, uma empresa que terceiriza serviços até para o FBI. Entre os casos policiais, existem uns bem bizarros de casais e questões pessoais dos personagens principais (esses dois últimos tipos são os que eu mais gosto, os casos do FBI acabam cansando.

Tô achando o meio da 2ª temporada meio chatinho, tenho até preguiça de assistir. Mas acho que é porque acabei viciando em outras séries e deixando Lie To Me de lado. Senti que depois de um tmepo, os episódios acabam ficando mais previsíveis e meio “forçados”. No começo você quase se convence que esse dom aí existe mesmo. Mas sei lá…

De qualquer forma, recomendo bastante :)

CONTINUA ;)

Anúncios

7 comentários

  1. Olá Beatriz,

    Três ótimas séries, pena que na maioria das vezes sacrificadas pelos baixos índices de audiência. Eu particulamente gosto muito de Lie to me, principalmente pela idéia do personagem principal, bem sacada, e a trama dos episódio são sempre bem amarrados! Agora os títulos das séries e filmes no Brasil, é algo para discutir e discutir muito…Tem coisas inacreditáveis. ótimo post, vira e mexe eu passo aqui para ver o que escreveu! Beijos, até mais


    • Olá, Anderson!
      Obrigada pelo comentário :)

      Eu também adoro Lie To Me pelo mesmo motivo que você. A personalidade e o dom do Cal Lightman são características bem legais do seriado, é impossível não gostar e não ficar se imaginando no lugar dele! As sacadas são ótimas!
      E sem comentários para as traduções de títulos no Brasil… não só os títulos, mas o conteúdo em geral.
      Tem piadinhas que só têm graça porque entendo um pouco de inglês, senão…


  2. Ahhhh! Olha o Carlton Banks aí!
    Sensacional quando ele dança Michael no Trem do Soul (Soul Train).

    P.S: Essa série dublada é bem melhor!


    • Quando fui escrever o post de Fresh Prince of Bel-Air, lembrei de você NA HORA! Viu que até comentei da dancinha do Carlton no post, né?
      E sou uma das únicas pessoas que concorda com você que essa série é bem melhor dublada :)


      • Quando eu escutava eles falando Trem do Soul, eu entendia TREM DO SUL. Eu pensava, para que diabos eles vão em um trem?

        Que anta eu era (ou sou).


  3. HAHAHAHA, que ingênuo!


  4. Adoro a série The Fresh Prince of Bel-Air! As outras não conhecia e fiquei curiosa!

    Beijos



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: