Archive for the ‘Ilustração’ Category

h1

Art

19/02/2011

h1

Italic

02/02/2011

h1

It makes a difference

10/11/2010

Recentemente, a agência TBWA de Cingapura criou uma campanha para promover o “Movember“, um movimento criado na Austrália que incentiva homens do mundo inteiro a cultivarem seus bigodes durante um mês, tudo isso para conscientizá-los sobre dois problemas de saúde masculinos: o câncer de próstata e de testículos.

A campanha “Moustaches Make a Difference” é famosa no mundo inteiro e todo ano gera anúncios divertidos e impactantes.

Junto com os anúncios abaixo, a campanha também traz uma ação na rede social Facebook, onde você pode interagir com outros usuários a favor da campanha. Achei genial ;) Acessem a página da campanha no Facebook aqui e morram de rir com as fotos bizarras postadas pelos usuários!

O mais legal de tudo é o “Moustache Generator”, uma brincadeirinha em flash onde você pode fazer o upload da sua foto e ver qual o bigode que lhe cai melhor.

Que tal meu HANDLERBAR moustache, han? ;)

Esse ano, a campanha utilizou imagens de celebridades mostrando a diferença que o bigode faz em seus rostos. Clique nas setinhas do slideshow para ver todas :)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Há também um vídeo da “Movember” que promoveu o evento na Nova Zelândia esse ano:

Essa campanha, “Moustaches Make a Difference”, me lembrou uma campanha mais antiga da agência LG&F da Bélgica para a marca de óculos Oogmerk. É uma das minhas preferidas :) O ilustrador mandou muito bem. Só para relembrar, aí estão os anúncios que trazem o slogan “Get the respect you deserve” (receba o respeito que você merece), ou seja, se você usar óculos, as pessoas lhe  enxergarão do jeito que você realmente é… ou que merece.

Read the rest of this entry ?

h1

Uma coisa que as mulheres nunca vão entender (e muitos homens também não!)

29/09/2010

(via @MladenYu)

Tá, tá, tá. Não vou concordar 100% porque conheço muito homem que também faz o MESMO drama!

Eu falo pra caramba em qualquer meio de comunicação, não tem jeito. Falo ao vivo, ao telefone, Skype, Twitter, MSN, telegrama… Mas confesso que o telefone não é o meu canal preferido não, viu. Ficar no telefone batendo papo tem 2 problemas: é caro e deixa a orelha quente. Se for no celular, tem outro problema: a bateria acaba rapidinho (usuários de iPhone bateria-nula sabem do que estou falando)!

Mas ó… confessem, mulheres! Quem é que nunca ficou de bodinho porque o cara ficava monossilábico ao telefone?! Não existe coisa mais irritante. Porém, devemos ser compreensivas.

h1

Mulheres…

27/07/2010

Representações verdadeiras de diversos dramas femininos em tirinhas. Recebi por e-mail do Bruno Dias Bocchi!

Eu sou daquelas que concordam com os homens quando dizem que somos complicadas, mas também acho que a habilidade deles de simplificar demais as coisas acabam contribuindo com a complexidade delas. Entenderam? Não? Nem eu.

Eis algumas situações:

FATO. FATO! Toda mulher já se descabelou na frente de  um closet lotado gritando: “NÃO VOU MAIS! NÃO TENHO ROUPA! Nenhum sapato meu combina com essas bolsas! Olha meu cabelo… esse secador é uma b*sta mesmo!”

Toda mulher, meio emocionada, já caiu na real vendo um filme ou uma novela e comentou: DUVIDO que algum casal na vida real fica se beijando loucamente quando acaba de acordar, como se bafo fosse algo surreal…

Essa é uma das únicas tirinhas que não concordo. Eu dirijo rápido, odeio ficar passeandinho e tenho pressa no trânsito. Odeio shopping e tenho pressa de ir embora. E outra… não tenho pressa de casar. Tirinha #FAIL. Na minha opinião, é claro.

Essa dispensa comentários.

A arte de transformar amor em ódio, ódio em amor e amor em ódio, novamente, para amenizar a situação. Ai, ai… nós mulheres!

É exatamente assim que acontece e é por isso que nosso guarda-roupa parece estar sempre vazio, mesmo que a quantidade de peças dentro dele seja obviamente imensa!

Essa sou eu vendo seriados e comendo porcaria enquanto meus amigos me ligam bêbados da balada e, de repente, sinto um peso na consciência por ter ficado em casa. No quadrinho seguinte, sou eu numa balada nada a ver, que fui só para não sentir peso na consciência por ser viciada em seriados e em comer porcaria sábado a noite… mas, na verdade, era o que eu gostaria de estar fazendo. TÍPICO.

Não falo sobre números. Tá, eu falo: tenho 1,59m de altura desde a 8ª série e meu médico já disse que não vou crescer mais. Nem UM CENTIMETROZINHO pra me gabar de 1,60m. Triste, não?

O dia que você fica toda orgulhosa por só ter almoçado uma saladinha e tomado um suquinho… dá-lhe happy hour com salgadinhos gordurosinhos e cervejinhas para compensar. É fogo!

FATO.

h1

Don’t dress for the job you have…

12/07/2010

…dress for the job you want.

dont dress for the job you have

Achei demais essa chargezinha :)

Trabalho numa agência de marketing digital e aqui tem de tudo. Meninas de salto alto, meninas de tênis all star, meninos de camisa e sapato social, meninos tatuados usando camisetas de banda e outros de pólo.

Eu não almejo trabalhar de terninho e sapatinho fechado. Almejo, muito menos, trabalhar em lugares que exigem isso. Estou aqui com meu all star colorido, baby look branca e calça jeans. Em dias de reunião, venho ‘toda trabalhada no estilo‘ (expressão em homenagem ao Fábio, Tati e ao Mladen), no salto alto e no colarzinho. Os clientes não são obrigados a entender o estilo contemporâneo e confortável do all star + camiseta.

Eu também queria ser super-heroína, mas iria parecer meio ridícula vestida de Mulher Maravilha, né?

h1

Music never dies!

29/06/2010

Adoro esses anúncios cheios de detalhes que você precisa ficar um bom tempo analisando e observando coisinhas!

Gosto ainda mais de anúncios rock and roll, como aqueles do Hard Rock Cafe que publiquei há alguns dias, hehehe.

Essas propagandas são da agência Leo Burnett, Iberia Portugal criadas para a MTV portuguesa que traz consigo o slogan: “Music never dies. Doubts neither.” (Música nunca morre. Dúvidas também não).

Os anúncios trazem impressos casos de ídolos da música mundial que tiveram mortes polêmicas e contestadas, cheia de dúvidas.

[Clique nas imagens para amplia-las]

Michael, what killed you? Guess I took something I shouldn’t. [Michael Jackson]

Tupac and B.I.G., who killed who? His friends killed me. [Tupac e B.I.G]

Marvin Gaye was your son. How could you have killed him? [Marvin Gaye]

Why did you kill John Lennon? A book told me to. [John Lennon]