Archive for the ‘Uncategorized’ Category

h1

Páscoa. Natal. Jesus Cristo. E aí?

26/12/2011

Compartilho porque são praticamente as mesmas questões que me fazem cética, haha

– Papai, o que é Páscoa?
– Ora, Páscoa é… bem… é uma festa religiosa!
– Igual ao Natal?
– É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressureição.
– Ressurreição?
– É, ressurreição. Marta , vem cá !
– Sim?
– Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler o meu jornal.
– Bom, meu filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu?
– Mais ou menos… Mamãe, Jesus era um  coelho?
– O que é isso menino? Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Papai do Céu! Nem parece que esse menino foi batizado! Jorge, esse menino não pode crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensou se ele solta uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe! Amanhã mesmo vou matricular esse moleque no catecismo!
– Mamãe, mas o Papai do Céu não é Deus?
– É filho, Jesus e Deus são a mesma coisa. Você vai estudar isso no catecismo. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.
– O Espírito Santo também é Deus?
– É sim.
– E Minas Gerais?
– Sacrilégio!!!
– É por isso que a ilha de Trindade fica perto do Espírito Santo?
– Não é o Estado do Espírito Santo que compõe a Trindade, meu filho, é o Espírito Santo de Deus. É um negócio meio complicado, nem a mamãe entende direito. Mas se você perguntar no catecismo a
professora explica tudinho!
– Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa?
– Eu sei lá! É uma tradição. É igual a Papai Noel, só que ao invés de presente ele traz ovinhos.
– Coelho bota ovo?
– Chega! Deixa eu ir fazer o almoço que eu ganho mais!
–  Papai, não era melhor que fosse galinha da Páscoa?
– Era… era melhor,sim… ou então urubu.
– Papai, Jesus nasceu no dia 25 de dezembro, né? Que dia ele morreu?
– Isso eu sei: na Sexta-feira Santa.
– Que dia e que mês?
– (???)
Sabe que eu nunca pensei nisso ? Eu só aprendi que ele morreu na Sexta-feira Santa e ressucitou três dias depois, no Sabado de Aleluia.
– Um dia depois!
– Não três dias depois.
– Então morreu na quarta-feira.
– Não, morreu na Sexta-feira Santa… ou terá sido na Quarta-feira de Cinzas? Ah, garoto, vê se não me confunde! Morreu na Sexta mesmo e ressuscitou no sábado, três dias depois!
– Como?
– Pergunte à sua professora de catecismo!
– Papai, porque amarraram um monte de bonecos de pano lá na rua?
– É que hoje é Sabado de Aleluia, e o pessoal vai fazer a malhação do Judas. Judas foi o apóstolo que traiu Jesus.
– O Judas traiu Jesus no Sábado?
– Claro que não! Se Jesus morreu na Sexta!!
– Então por que eles não malham o Judas no dia certo?

– Ai…
– Papai, qual era o sobrenome de Jesus?
– Cristo. Jesus Cristo.
– Só ?
– Que eu saiba sim, por quê?
– Não sei não, mas tenho um palpite de que o nome dele era Jesus Cristo Coelho. Só assim esse negócio de coelho da Páscoa faz sentido, não acha?
– Ai coitada!
– Coitada de quem?
– Da sua professora de catecismo!

Luiz Fernando Veríssimo.

Anúncios
h1

Séries Addict! (Parte III – IV)

10/08/2010

LEIA A PARTE I – IV
LEIA A PARTE II – IV

Continuação…

  • True Blood (significa: Sangue Verdadeiro. Na verdade, True Blood é o nome do sangue sintético que os vampiros bebem para não precisarem se alimentar de sangue humano. Bizarro)

TRUE BLOOD NÃO É CREPÚSCULO!

Sério, precisava começar escrevendo assim. E para os radicais jogadores de RPG Vampiro: True Blood não é uma reprodução extremamente perfeita dos jogos de RPG. As criaturas são praticamente as mesmas, mas não com as mesmas características e/ou personalidades.

True Blood tem de tudo. História de amor, cenas ‘calientes’ de vampiros fazendo ‘amor’ (com aspas por motivos óbvios) entre si, vampiros fazendo ‘amor’ com humanos e humanos com humanos também. Tem bizarrices e criaturas freaks e todo um conceito da possível convivência entre humanos e vampiros dentro de uma sociedade que possui algo semelhante ao apartheid, na África. Pelo menos eu acho isso.

Os vampiros passam a viver entre os humanos e destroem mitos como o alho e a cruz, mas constatam (constatar ficção é dose, hein) que a prata os enfraquece e uma estaca no peito os matam. Vampiros “vivem” exclusivamente para satisfazerem seus prazeres: sangue e sexo, sexo e sangue. Existem os vampiros do mal e os vampiros do bem. Vampiros que amam humanos, vampiros que os desprezam. Existe até uma igreja anti-vampiros (isso é demais). Existem regras e julgamento para vampiros que cometem crimes. Vampiros (inclusive ‘vampiros-reis’) são obrigados a pagar imposto de renda. É filosófico o negócio.

Não tem nem como fazer um breve resumo da série porque em todo episódio acontece algo intrigante! Espero ansiosamente pelas segundas-feiras para poder baixar os novos episódios!

O que mais gosto nessa série é a coerência cronológica, os fatos históricos, a qualidade de produção e as coisas que estão implícitas… sei lá. É tão difícil comentar de uma série com tantos detalhes! Fica a dica! Assistam True Blood e acabem com esse preconceito da modinha vampiro por causa de Crepúsculo ;)

  • Californication (significa: Californicação. Acredito que seja uma mistura de Califórnia com fornicação, sei lá, ou, segundo meu amigo @lucasbittar, “Californication tem o mesmo sentido que na música do Red Hot, a transformação de tudo para o estilo californiano, drugs n’ sex”. Acho que faz mais sentido, né?)

Hank Moody é o cara. Todo homem gostaria de ser Hank Moody e toda mulher já ficou caidinha por cafajeste-fofo-e-escritor desses. Ele é todo rock ‘n roll, todo bem vestido, bom de cama, bom de lábia e tem amor no coração ainda! Que perfeição da natureza, gente.

O seriado gira em torno dos dramas de Hank, um escritor que teve sua maior obra literária transformada em um filme idiota, que tem problemas com a ex-mulher que ainda ama (e só faz cagada quando tenta reconquistá-la), com as 98473294732942 mulheres que sai por aí para se divertir (todas gatas-gostosas-novinhas-saradas), com a filha que está entrando na adolescência e é meio esquisita (sou fã dela), com a filha do atual namorado da ex-mulher, que é menor de idade e que ele teve um caso sem querer e, por isso, corre o risco de ser preso com as constantes ameaças da moça, entre outras coisas.

O seriado já está na 3ª temporada e estou esperando ansiosamente para começar a 4ª :) Todo mundo com saudade do Hank Moody! Inevitável!

  • Friends (significa: Amigos. Errrr!)

O melhor seriado que existe! Quer dizer… que existiu :(

Friends poderia ser eterno! Todos os episódios são memoráveis! Tudo me lembra algum episódio de Friends, mas até hoje nunca ri tanto num episódio quanto aquele que o Ross clareia os dentes demasiadamente e vai ‘sensualizar’ com uma garota. De repente, ela acende uma LUZ NEGRA. É DEMAIS!

Nem preciso resumir muito a história de Friends porque todo mundo já conhece. RossRachelMonicaChandlerJoePhoebe. Todos diferentes, todos engraçados, todos sensacionais! Ross ama Rachel, que é amiga da Monica, que é irmã do Ross, que é irmão da Monica, que se apaixona (e casa) pelo Chandler, que mora com o Joe, que é um ator amador e todos são amigos da Phoebe, a cantora esquisita de Smelly Cat.

Tudo acontece em Nova York, no café Central Perk, nos apartamentos da Monica e da Rachel, do Chandler e do Joe e do Ross. Da Phoebe… não.

What else? Ah… assistam Friends!

Até meu amigo rebelde-sem-causa que nunca liga a TV confessou pra mim que adora Friends. É UNÂNIME!

CONTINUA ;)

h1

Shantaram

24/05/2010

Desde 2006, nunca li nada igual a esse trecho do livro Shantaram.

É meu livro preferido, meu trecho preferido e palavras que continuam fazendo sentido, mesmo com 4 anos passados.

É uma história real sobre um australiano que foi viver na Índia! Uma linguagem não muito fácil de ler e, às vezes, acho que só conseguimos entender a história do livro se tentarmos sentir tudo o que se passa com Lindsay.

“As lendas dizem que o ser amado é imediatamente reconhecido porque é amado em cada gesto, de expressão e de pensamento, cada movimento, som e estado de espírito que transparecem em seu olhar. Dizem as lendas que conhecemos essa pessoa por suas asas – que só nós podemos ver – e porque o fato de a querermos elimina qualquer outro desejo de amor. As mesmas lendas alertam que tal amor predestinado pode, às vezes, significar a posessão e obsessão de uma, e apenas uma, das duas almas presas pelo destino. Mas a sabedoria, de certo modo, é o oposto do amor. O amor sobrevive em nós justamente porque não é sábio.”

h1

Elf Yourself e JibJab

16/11/2009

Lembram do famoso Elf Youself? Se não lembram, vão lembrar! Desde que lançaram o site, os natais não são mais os mesmos sem Elf Yourself, gente!

Hoje recebi um e-mail da minha querida amiga Mari que me fez chorar de rir e lembrar como esse site, que hoje tá beeem mais legal do que na época em que o lançaram, é tão divertido.

Fuçando por aí, descobri que o JibJab tem um site com várias versões das famosas dancinhas de elfos. Há vários cenários, personagens e musiquinhas. Dá pra passar uma tarde inteira dando risada com as montagens. Excelente para domingos tediosos!

É um post curto só pra alegrar o dia de quem está lendo. Se você tem um minuto de ócio no dia, vale a pena encher o saco dos amigos enviando um videozinho pronto pra eles!

Clique aqui para conferir o site completo do JibJab. Recomendadíssimo!

E quem quiser ver o vídeo que a Mari fez comigo, com a Mar e com a Linão,  clique aqui.

Elf Yourself - Linão e Eu

Elf Yourself – Linão e Eu! Hahahaha!

Elf Yourself - Us

Elf Youserlf – Mari, Eu, Mar e Linão!

Divirtam-se!

h1

We ♥ Nerds!

05/09/2009

Nerd

Tenho que admitir: Adoro nerds.

Acho que existem N tipos de nerds: os nerds Sci-Fi, nerds HQ, nerds RPG, nerds Developers, nerds Designers, nerds Cultura Demais, nerds Física Quântica, nerds Gameiros, nerds Star Wars, nerds Literatura, nerds Musicais, nerds Matemáticos, nerds Social Media…

Aqui estão minhas opiniões sobre alguns desses tipos de nerd baseadas nas MINHAS experiências de vida com as pessoas nerds com quem convivo. Dei uma generalizadinha básica mas não considerem tanto assim, tá?

Os nerds Sci-Fi são parecidos com os nerds Física Quântica e nerds Star Wars. Não me atraem. Não acho legal ter caneca do Darth Vader, não gosto de filmes e documentários sobre naves espaciais, não gosto desses papos “de onde viemos” quanticamente discutidos, não gosto de projetos cieníficos sobre rochas e vulcões, nem de falar sobre comprimento de ondas e teoria do Big Bang apesar de AMAR a série “The Big Bang Theory”!

Adoro nerds HQ. Não manjo profundamente de nada do Watchmen, X-Men, Thor e Capitão América mas acho o máximo. Sempre adorei o Batman, Homem-Aranha, Mulher Maravilha, Quarteto Fantástico e Turma da Mônica, é claro. Hahaha! Acho muito interessante! Adoro os filmes, os bonecos, os vídeos, os desenhos, festas à fantasia com fantasias de HQ, as cores e gente falando sobre isso. Esquisito, eu sei. Um dia me aprofundarei sobre esse assunto, hehe.

Nerds RPG são complexos. Aprendi a gostar deles porque eu jogava (aqueles com livros e mil dados diferentes, nada de RPG online) bastante com alguns colegas há algum tempo. Os nerds RPG normalmente gostam de heavy metal, sabem tudo sobre a trilogia do Senhor dos Anéis, gostam de filmes medievais e têm “papos-cabeça”. São interessantes e inteligentíssimos mas às vezes ficam boooooooring

Nerds developers são demais! Sabem tudo de computador, de programação, de códigos, de web, de software, de hardware. Normalmente são fãs do Steve Jobs e de todo o conceito que a Apple carrega. Acho que quase nenhuma mulher gosta desses papos mas eu ADORO. Sou fascinada por essas complexidades e acho que em uma outra vida serei developer!

Nerds designers e social media são difíceis de analisar. A maioria tem bom gosto, são atualizados, sabem de tudo que tá rolando, são críticos e inteligentes. O problema é que uma grande parte dos nerds deisgners têm o rei na barriga, tem o nariz empinado e querem sers donos da opinião. Quando esses defeitos não existem, acho que são meu tipo de nerd preferido. Sempre têm algo legal pra dizer, conteúdo, idéias e são divertidos. Os que gostam de fotografia, passam horas na Fnac ou na livraria Cultura fuçando coisas novas e te indicam livros são os melhores.

Nerds Cultura Demais e nerds Literatura são bem chatinhos, na minha opinião. Não suporto falar de poema, dos clássicos de Machado de Assis (realmente não suporto isso), de biografias que não me agregam nada, de documentários sobre como os pré-históricos escreviam nas paredes, como os índios furam o corpo inteiro ou como navios se perderam no mar em 1200 D.C. Acho isso bem boring mas tem gosto pra tudo. Imagina você namorando um cara que compara seus olhos aos “olhos de ressaca de Capitu”? Profundo. Cult. Chato.

Nerds Gameiros. GAMES! O nome já nos remete à pura diversão! Caras que entendem tudo dos gráficos do Playstation 3, dos lançamentos da EA or something like this, manjam tudo de placa de vídeo, usam a expressão hadouken, jogam Guitar Hero e Rock Band (nerds guitarrêros são meus preferidos), assumem o vício pelos jogos nem tão interativos do Facebook (hehehehe), sabem o poder do meia-lua-e-soco, que na adolescência já passaram pelo menos duas madrugadas fazendo corujão na Lan House jogando Counter Strike, Warcraft, Serious Sam ou sei lá o quê, tinham o Game Boy com a coleção completa do Pokémon, capturaram o Mewtwo e depois repetiram tudo isso nos emuladores e roms e, principalmente, nerds que tem o toque do celular com a musiquinha do Mario Bros. Pura tendência! Hahahahaha! Não preciso falar mais nada, né? Ah, tenho um comentário: único game que namoradas de nerds gameiros repudiam é…WINNING ELEVEN! Com esse não dá pra competir.

Acho que é isso. Espero não ter ofendido ninguém. Se ofendi, levem no senso de humor, é uma brincadeirinha, hehehe.

Nerds, vocês são demais. Continuem inteligentes, antenados, diferentes, com bom gosto, moderninhos, com suas manias e tal. O rótulo de nerd-gordinho-que-usa-óculos não existe mais há muiiiito tempo. Não que os gordinhos de óculos não tenham seu charme, né…

Quase todos meus posts possuem uma dedicatória e esse SEM DÚVIDA vai para o Daniel Furtado (@furts), o nerd designer, gameiro, developer e social media. Ah, foi ele quem me mandou a imagem dessa camiseta e disse: BIA, SUA CARA! Hahaha!

h1

Momentos!

04/09/2009

Hoje, sexta-feira, véspera da véspera da véspera do feriado de 7 de setembro, posso dizer que tive uma das mais incríveis experiências da minha vida até agora. Participei de um “encontro” de pessoas que possuem problemas graves em suas vidas e grande dificuldade em resolvê-los ou em, literalmente, se livrarem deles. Esses problemas? As drogas.

Essas pessoas buscam ajuda por vontade própria através da religião, de ouvirem palavras de força, superação, incentivo, futuro, amor e felicidade. Fui com um amigo que é voluntário e posso dizer que conheci outras pessoas transparentemente incríveis também. Ele me contou brevemente como tudo isso começou e só posso dizer que é realmente incrível e que, sei lá, para TUDO existe “uma luz no fim do túnel” e pessoas dispostas a ajudar.

Esse foi meu momento de hoje. É quase impossível traduzir em palavras tudo o que eu senti, tudo o que eu ouvi, tudo o que eu pensei. Me senti tão pequena e tão grande ao mesmo tempo. Tive vontade de rir, de chorar e de fazer os dois ao mesmo tempo.

Há coisas que acontecem que nos fazem pensar, revermos os conceitos de tudo que existe. Normalmente, passamos o dia inteiro sem reparar em nada. Nos concentramos no trânsito, no tempo físico, na roupa que iremos vestir, no nosso trabalho, no nosso almoço, nos prazos, nas contas que precisamos pagar, no salário que não vem, no trânsito novamente, no carro que tá fazendo um barulho estranho, no jogo de futebol que passou na TV ontem e coisas do tipo. Isso é a rotina. A rotina que não percebe mais nada.

Quando saímos disso e entramos num “mundo” diferente, convivendo com pessoas e problemas que não estamos acostumados, o dia muda, sua percepção muda, seus conceitos mudam. É inevitável.

Depois de tudo e todos que vi hoje, me peguei agradecendo muito por ser saudável, por não ter vícios, por ter família, por ter um emprego, por ter amigos, por ter que o que vestir. Me senti bem por ser uma pessoa que conversa com o porteiro, com o taxista, com o motorista do ônibus, com o gari e com um executivo, um empresário ou um advogado da mesma forma, com o mesmo respeito.

Talvez tudo isso mude amanhã e eu volte para a minha rotina imperceptível. Mas vou me esforçar cada vez mais para manter os ambientes onde eu vivo, minha casa, meu trabalho e a faculdade, os melhores possíveis. Continuar dando bom dia para a velhinha surda que caminha com um cachorro muito feio na praça perto de casa, continuar chamando a caixa do supermercado pelo nome que está no crachá dela e não apenas de “mocinha do caixa”, continuar tentando reclamar menos e levar a vida no senso de humor por mais chato que tudo esteja. E vou me apaixonar todos os dias. Essas coisas de sentir o coração acelerado, ficar com medo de parecer ridículo e morrer de ansiedade, por mais que às vezes doa muito, são muito boas! :]

Mais um post sentimental. Aproveite seus momentos, eles não duram pra sempre. Infelizmente.

Ah, os créditos do vídeo: Se chama “Moments” e  é do Will Hoffman. Tenho que dedicar esse post ao Gui de novo. Não sei porque ele lembra de mim quando vê essas coisas sentimentais! Hahahaha!

h1

De volta ao começo!

02/09/2009

Já tive blogs em vários domínios, sobre vários assuntos, que duraram tempos diferentes e em diversas fases da minha vida.

Agora, acredito que estou começando tudo de novo! Aliás, parece que estou sempre começando! Bom…dependendo do ponto de vista, começar é melhor do que terminar!

Chega de filosofias e vamos aos finalmentes!

Estou [re]criando um blog por pura satisfação e realização pessoal. É algo que sempre gostei e que sempre tive dificuldades de manter por pura ansiedade! Houve épocas em que eu tinha centenas de assuntos e queria publicar tudo de uma vez e, em compensação, houve épocas em que eu era a pessoa mais sem assunto e mais água de salsicha do mundo (adoro a expressão água de salsicha, acostumem-se)!

Não estou escrevendo aqui pensando em um dia me tornar uma blogueira cool, uma referência, ou um feed cheio de subscriptions e tal.

Quando eu tiver assunto, escreverei. Quando eu não tiver, tentarei escrever também…nem que seja para dar uma desabafozinho para minha alma, hahaha!

Vou fazer figas para lembrar de postar amanhã :]

Besitos!